Segunda-feira, 20 de Agosto de 2018

Lula diz que produtor rural é ingrato e caloteiro

Publicado em: 22/03/2018 07h42

Agrolink

O ex-presidente Lula estava visivelmente irritado com os intensos confrontos e protestos durante sua passagem pelo Rio Grande do Sul. Em ato realizado na comunidade de Nova Santa Marta (bairro do município de Santa Maria) na noite desta terça-feira (20.03) o petista afirmou que os produtores rurais têm dois prazeres: “quando recebem o dinheiro e quando dão calote”.

 

Segundo relato do Jornal Valor, Lula disse que prefere dar R$ 10 para uma pessoa humilde, pois ela será “grata para o resto da vida. Já os fazendeiros, quando obtêm financiamento milionário para compra de maquinários, não só são mal-agradecidos como passam a vida falando mal do PT”.

 

O ex-presidente foi ainda além e acusou os produtores rurais de maus tratos aos seus funcionários: “Se eles tratassem os empregados como tratam os cavalos, os empregados estariam muito bem de vida. Estou cansado de ver cavalo comendo maçã”. Ele convocou reunião emergencial com dirigentes petistas e coordenadores da sua “Caravana” a fim de reavaliar sua agenda no RS.

 

O embate entre manifestastes pró e contra Lula, que já haviam acontecido em Bagé, voltaram a ocorrer nesta terça-feira (20.03), na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Os enfrentamentos começaram logo na chegada do ex-presidente ao campus da universidade e a polícia teve de enviar reforços para escoltar a comitiva e evitar mais confusões. Um homem ficou ferido e teve de ser atendido no Hospital Universitário do campus.

 

Após o episódio, os coordenadores da caravana resolveram apelar para o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, o governador do estado, José Ivo Sartori (MDB), a Secretaria de Segurança estadual e a Polícia Rodoviária Federal para relatar as ocorrências. Miguel Rossetto, pré-candidato petista ao governo do Rio Grande do Sul, era um dos mais irritados com a recepção dada pelos indignados.

 

A Região Sul é onde Lula tem o menor apoio: segundo o Datafolha, 23% dos eleitores manifestaram intenção de votar no petista. Até o momento a caravana está programada para visitar 11 cidades dentre os três estados da região durante nove dias. Podendo ser preso já na semana que vem, Lula já esteve no Nordeste, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo.