Segunda-feira, 17 de Dezembro de 2018

Pistoleiro é executado em churrasco e tem caminhonete levada por atiradores

Publicado em: 29/10/2018 15h51

Campo Grande News

Jânio era acusado de executar brasileiros na cidade de Salto del Guairá.

Jânio Ricardo Benitez, 32 anos, conhecido como “Fantasminha” foi executado a tiros por dois homens que invadiram uma festa. Após o crime, os atiradores fugiram levando a caminhonete da vítima. O caso aconteceu na madrugada desta segunda-feira (29), em uma chácara na região da pista de motocross, em Eldorado, distante 447 quilômetros de Campo Grande.

 

Conforme o site Tá Na Mídia Naviraí, Jânio participava de um churrasco na chácara, quando dois homens a pé invadiram a festa. Armados, eles renderam os convidados e passaram a perguntar quem era o Fantasminha. Uma das vítimas, então, apontou para Jânio, que foi morto com vários tiros na cabeça. Na sequência, os atiradores fugiram levando a caminhonete GM S-10 de Jânio com placas de Araraquara (SP). O fato foi registrado na delegacia do município.

 

Crime de pistolagem - Vingança é a principal suspeita pelo crime. Em setembro de 2016, Jânio e Cleucio Pereira dos Santos foram presos no Paraguai acusados pelo assassinato de dois brasileiros: Jhoni Reis Oliveira, 33 anos, e Jairo de Castro Alves, 44 anos. As execuções ocorreram no dia 28 de setembro, em Salto del Guairá, cidade paraguaia vizinha a Mundo Novo.

 

As vítimas seguiam em uma caminhonete Amarok branca com placa de Umuarama (PR), quando foram surpreendidas pelos pistoleiros em um Fiat Palio branco e disparam ao menos 40 tiros de pistola 40 milímetros. Jânio e o comparsa foram localizados cerca de quatro horas depois. Dentro do carro foram encontradas várias munições.