PUBLICIDADE
  • Lojas Veneza116
PUBLICIDADE


PF apreende 11 t de maconha em carreta com carga de milho



Aral Moreira - MS - Sábado, 19 de Agosto de 2017
03/08/2017 14h51

PF apreende 11 t de maconha em carreta com carga de milho

Campo Grande News



Carga de droga apreendida. Foto: Divulgação/ Policia Federal

Um carregamento com 11 toneladas de maconha foi apreendido pela Polícia Federal, nesta quarta-feira (2), em Ponta Porã – município distante cerca de 323 quilômetros de Campo Grande. A droga estava escondida em meio a sacos de milho, armazenados em uma carreta. O motorista do caminhão, de 74 anos, foi preso em flagrante.

 

De acordo com a PF, policiais federais receberam a informação de que um caminhão de cor alaranjada estaria sendo preparado com grande quantidade de maconha e realizaria o transporte do entorpecente.

 

Foram realizadas diversas diligências na cidade e, por volta das 12h de hoje, as equipes localizaram um caminhão de placas BWK-9089 e GOV-7604 (semirreboque), que era compatível com as informações. Ao realizarem a abordagem para verificação, os policiais interrogaram o proprietário do veículo, motorista profissional e residente no município de Amambai.

 

Inicialmente, o motorista disse que carregava apenas milho na carga, contudo, uma rápida verificação na carga possibilitou que fosse encontrada a droga, o que o levou a confessar o crime.

 

O homem disse que receberia R$ 30 mil pelo transporte da maconha até a cidade de São Paulo/SP, mesmo declarando auferir renda de R$ 10 mil mensais com os fretes realizados no caminhão.

 

Ele declarou que o caminhão foi carregado com o milho numa “cidade próxima a Ponta Porã”, que não soube dizer o nome, mas que a maconha seria armazenada em meio a carga de milho em Ponta Porã.

 

O motorista informou ainda que o milho seria descarregado no Porto de Santos/SP. O motorista declarou já ter sido preso por homicídio, há 14 anos, quando disse ter matado um homem que queria roubar seu caminhão.

 

Ele foi preso e deve ser transferido para o Presídio Ricardo Brandão, em Ponta Porã, permanecendo à disposição da Justiça.




NENHUM COMENTÁRIO



escrever comentário




PUBLICIDADE
  • Amoreira25
  • Junior Arquiteto104
  • InterPax1
  • Santa Virginia20

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE