PUBLICIDADE
PUBLICIDADE


Secretaria de Segurança realiza operação em municípios localizados na fronteira



Aral Moreira - MS - Sábado, 20 de Outubro de 2018
02/03/2018 08h22

Secretaria de Segurança realiza operação em municípios localizados na fronteira

A operação concentra ações nas áreas urbanas e rurais dos municípios.

Portal MS



Na manhã desta quinta-feira (1/ 3), a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), por meio da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, deflagrou em sete municípios do Estado que faz fronteira com o Paraguai a "Operação Fronteira 67". O objetivo é intensificar o enfrentamento aos crimes de tráfico de drogas, de armas, recuperação veículos furtados/roubados e contrabando.

 

A ação que está sendo realizada em Antônio João, Ponta Porã, Aral Moreira, Coronel Sapucaia, Tacuru, Paranhos e Sete Quedas, conta com o emprego de um helicóptero do Grupamento de Policiamento Aéreo (GPA), que está realizando o patrulhamento ao longo da fronteira, orientando as equipes que atuam por terra, do Batalhão de Operações Especiais (Bope), do Choque (BPChoque), do Departamento de Operações de Fronteira (DOF) e do 4º Batalhão da PM.

 

Planejada com base nos dados estatísticos monitorados diuturnamente pela Sejusp e em levantamentos realizados pelas equipes de inteligência, a operação concentra ações nas áreas urbanas e rurais dos municípios, com fiscalização de trânsito e aduaneiras, blitz, barreiras, fiscalização a comércios, além de cumprimento de mandados de busca e apreensão e de prisão.

 

Para o secretário de Justiça e Segurança Pública, Antonio Carlos Videira, não adianta apenas combater o problema da droga nos morros do Rio de Janeiro e nos grandes centros, se não blindar as fronteiras. "O que estamos fazendo é fechando as nossas fronteiras, uma vez que a principal porta de entrada das drogas e armas no Brasil é pela fronteira com a Bolívia e o Paraguai", frisou.

 

A operação, até o momento, resultou no cumprimento de um mandado de prisão e na apreensão de 2 quilos de pasta base de cocaína, e ainda estão sendo levantadas informações que irão abastecer o banco de dados da área de inteligência.




NENHUM COMENTÁRIO



escrever comentário




PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
  • Amoreira25
  • InterPax1

PUBLICIDADE