Programa gratuito de capacitação empreendedora está com inscrições abertas na capital



Aral Moreira - MS - Domingo, 16 de Dezembro de 2018
12/04/2018 13h49 - Atualizado em 12/04/2018 16h18

Programa gratuito de capacitação empreendedora está com inscrições abertas na capital

Da Assessoria



Estão abertas as inscrições para o programa gratuito de capacitação empreendedora, Minha Primeira Empresa, até o dia 27 de abril. O Programa que é realizado pela Associação dos Jovens Empreendedores de Mato Grosso do Sul, AJE/MS, juntamente com o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Semagro, iniciará sua primeira capacitação na capital.

 

O objetivo do Minha Primeira Empresa é desenvolver habilidades empresariais e aprimorar técnicas de gestão em jovens com mais de 18 anos e adultos que querem tirar sua ideia do papel. Além da capital, as cidades que receberão o programa ao longo deste ano será Corumbá, Dourados e Três Lagoas. Essas foram escolhidas por apresentarem maior capacidade produtiva, concentração de empreendimentos e população.

 

O presidente da AJE/MS, Sullivan Vareiro aponta que o foco do programa é capacitar esses empreendedores para diminuir a taxa de mortalidade das empresas locais. "Um dos grandes erros cometidos por quem começa um negocio é não estar preparado para isso. A maior parte dos empreendedores por necessidade não possui nenhum tipo de qualificação. Se verificarmos, essa grande parcela começa empreendendo sem saber por onde começar. E sem saber pra qual caminho seguir, não tem o mínimo conhecimento sobre como gerir essa empresa que se inicia. Esses são os alvos do programa”, explica Sullivan.

 

O programa também pode ser feito por pessoas que já estão inseridas no mercado informal e que tem empresas com até dois anos de constituição. A falta de planejamento, conhecimento sobre gestão empresarial, investimento em capacitação e continuidade no aperfeiçoamento do produto ou serviço são os principais motivos que levam à falência de uma empresa.

 

De acordo com os dados disponibilizados pela Junta Comercial do Estado de Mato Grosso do Sul, JUCEMS, o ano de 2017 foi o que apresentou maior número oficial de empresas extintas desde 2004. Ao todo, foram 2.937 empresas em todo o Estado. "Com a crise econômica, a tendência é aumentar a quantidade de empresas que deixam de existir, mas isso não quer dizer que não seja o momento de tirar o projeto do papel, pois um plano de negócio bem estruturado, minimiza os obstáculos do empreendimento e os riscos passam de aleatórios para calculados”, afirma Sullivan.

 

A proposta da iniciativa além de oferecer a qualificação dos 500 inscritos, é promover a criação de uma rede de networking para troca de experiências. Além disso, o diferencial será o acompanhamento durante dois anos dos empreendimentos formados após o termino do programa.

 

Segundo o relatório de 2016 do Global Entrepreneurship Monitor, GEM, 50% dos novos empreendedores brasileiros tinham até 34 anos de idade. 57% dos são motivados pela oportunidade e não por necessidade. Para o administrador Marcos Haroitto, o cenário econômico contribui para aumentar a livre iniciativa de jovens à frente de seu empreendimento. “Os jovens são os mais afetados pela crise atual, seja por falta de oportunidades ou pouco conhecimentos em gestão empresarial. Isso os deixa mais vulneráveis aos efeitos da crise econômica e politica. Nesse sentido, o programa Minha Primeira Empresa objetiva suprir a ausência de orientação”, explica Haroitto.

 

Serviço

 

As inscrições são feitas exclusivamente pelo site: www.primeiraempresams.com.br Outras informações podem ser obtidas pelos telefones: 3362-773 ou 9-9997-6743.




NENHUM COMENTÁRIO



escrever comentário




PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
  • Amoreira25
  • InterPax1

PUBLICIDADE