URSO vai a Ponta Porã, não joga, mas deve levar os pontos



Aral Moreira - MS - Sábado, 25 de Maio de 2019
07/09/2015 07h37 - Atualizado em 07/09/2015 08h39

URSO vai a Ponta Porã, não joga, mas deve levar os pontos

Partida foi cancelada pelo árbitro por “falta de médico” no estádio

Vilson Nascimento/ A Gazeta News



A equipe do URSO. Time viajou mais de 290 quilômetros para enfrentar o Pontaporanense, mas o jogo não aconteceu por falta de médico. “Tricolor do Cone Sul” deverá ter os três pontos homologados no “tapetão”. Foto: Vilson Nascimento

A tarde desse domingo, 6 de setembro, foi marcada por mais uma página vergonhosa na história do já precário futebol sul-matogrossense.

 

Após montar toda a logística, inclusive com estrutura de transmissão por uma emissora de rádio da cidade e viajar por mais de 290 quilômetros, o União Recreativo Social Olímpico (URSO) de Mundo Novo, chegou ao Estádio Aral Moreira, em Ponta Porã, entrou em campo juntamente com a equipe da casa, o Pontaporanense, aqueceu, mas não jogou.

 

A partida, válida pela segunda rodada da primeira fase do Campeonato Estadual Série-B, pasmem os senhores, não aconteceu por falta de médico.

 

Acontece que pelo regulamento da competição, nenhuma partida pode ser iniciada sem a presença de um médico em campo para o atendimento a uma eventual situação de emergência.

 

O regulamento do campeonato também diz que é responsabilidade da equipe mandante do jogo, no caso o Pontaporanense, agilizar toda a logística para a partida.

 

A direção da Sociedade Esportiva Pontaporanense disse que oficializou a Secretaria de Saúde da Prefeitura de Ponta Porã pedindo a escalação do médico para o compromisso da equipe da cidade na competição estadual na quarta-feira, dia 2 de setembro, porém as informações são que o médico que havia sido escalado pela Prefeitura para atuar no jogo teria viajado sem avisar a Secretaria de Saúde e sem designar um substituto.

 

O árbitro designado pela Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS) para a partida, Kleiton Diniz da Silva, aguardou por 40 minutos a presença de um médico no estádio.

 

Como o profissional de saúde não foi providenciado, o jogo foi dado por cancelado e agora o “tapetão” vai decidir a situação da partida.

 

Como a equipe do Pontaporanense não cumpriu o regulamento, que diz que o time da casa tem o dever de providenciar a logística para a realização da partida, a tendência é que os pontos do jogo sejam passadas ao time do extremo sul do Estado.

 

O “Tricolor do Cone Sul”, como também é conhecida a equipe mundonovense, volta à campo às 15h do próximo domingo, dia 13 de setembro.

 

A princípio a partida, que tem mando de campo do URSO, está marcada para acontecer no Estádio Fredis Saldivar, o “Douradão”, em Dourados, mas caso a documentação do Estádio Municipal Cacildo Candido Pereira, a “Toca do Urso”, seja regularizada a tempo, o jogo poderá ser levado para Mundo Novo.




NENHUM COMENTÁRIO



escrever comentário




PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
  • Amoreira25
  • InterPax1

PUBLICIDADE