PUBLICIDADE
  • Lojas Veneza116
PUBLICIDADE


Bombeiros definem como 'milagre' resgate de empresária desaparecida



Aral Moreira - MS - Domingo, 20 de Agosto de 2017
17/06/2017 10h20

Bombeiros definem como 'milagre' resgate de empresária desaparecida

Campo Grande News



Empresária foi levada para hospital de Sidrolândia, onde permanece internada. Foto: Reginaldo Mello/ Região News

Quadro de desnutrição e condições precárias de sobrevivência, com consumo de água suja, milho cru e falta de higiene. Esse foi o quadro vivido pela empresária Thaís Regina de Souza Valadares, de 40 anos, que estava desaparecida desde a última quarta-feira (14) e foi localizada completamente desorientada e com seu problema de diabetes atacado em um milharal de Sidrolândia (a 71 km de Campo Grande), na noite de sexta-feira (16).

 

Segundo bombeiros que atuaram no resgate, a empresária estava caída, sem forças para se levantar, quando respondeu aos chamados que eram feitos pela equipe.


“Foi um milagre ela ter ouvido a gente chamando seu nome nas condições que ela se encontrava”, destacou um dos bombeiros ao Campo Grande News. A corporação agendou uma entrevista coletiva ainda para esta manhã para dar detalhes de como foi a operação.

Conforme alguns dos relatos dos bombeiros, no rápido contato com a empresária ela relatou um cenário que ele define “como o de um sobrevivente de guerra.” “Ela rastejou por não conseguir mais andar, tinha ferimentos por todo o corpo, estava com sintomas de contaminação por tomar água suja e consumir vegetais crus e sem limpeza”, descreveu.

No total, dez homens dos Bombeiros participaram das buscas, que duraram mais de 48 horas.

Familiares de Thaís disseram que somente no período da tarde teriam novidades sobre o futuro da empresária. Isso porque a prioridade seria deixar ela descansar após ser internada no Hospital Elmiria Silvério Barbosa, em Sidrolândia, principalmente para curar os sintomas da diabetes, que se agravaram com as condições de sobrevivência pela qual passou.

 

O caso – O hospital da cidade interiorana aguarda também o resultado de alguns exames para saber se Thaís precisa ou não ser transferida para um hospital da Capital. A decisão ficará para mais tarde. A prioridade é deixar a vítima descansar.

O carro dela foi encontrado entre cinco e oito quilômetros do local onde ela estava, um milharal perto da fazenda Tereré. O veículo ficou atolado em uma estrada vicinal, o que leva a crer que ela se perdeu enquanto viajava para visitar o namorado, em outra fazenda, que fica em Maracaju (a 160 km de Campo Grande).

De acordo com o site Região News, a área onde Thaís foi encontrada é de difícil acesso e ela, depois de resgatada, contou aos Bombeiros que com medo de cobras e onças pardas, animais comuns na região, andou em círculo para evitar um ataque.




NENHUM COMENTÁRIO



escrever comentário




PUBLICIDADE
  • Amoreira25
  • Junior Arquiteto104
  • InterPax1
  • Santa Virginia20

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE