• Sábado, 20 de Julho de 2024

Dorival Júnior será o novo técnico da Seleção Brasileira

O São Paulo Futebol Clube confirmou a saída do treinador atual bicampeão da Copa do Brasil

GABRIEL DE MATOS / CAMPO GRANDE NEWS

2025

Técnico Dorival Júnior deixa o São Paulo antes do começo da temporada de 2024 (Foto: Rubens Chiri/São Paulo)

O técnico Dorival Júnior, de 61 anos, será o novo treinador da Seleção Brasileira de futebol masculino principal para 2024. Atual bicampeão da Copa do Brasil, ele estava no São Paulo Futebol Clube, que confirmou a saída nas redes sociais. A expectativa é que a CBF (Confederação Braslieira de Futebol) anuncie Dorival nos próximos dias.

Ele vem para substituir o técnico Fernando Diniz, demitido na última sexta-feira (5). Além da passagem exitosa pelo São Paulo, com a conquista do inédito título da Copa do Brasil no ano passado, Dorival já havia se destacado na temporada de 2022 com o Flamengo.

O treinador reergueu o clube carioca no meio temporada de 2022, quando assumiu o time, e fechou o ano com dois títulos: Copa do Brasil e Copa Libertadores. Antes, em 2010, comandou o Santos, repleto de jovens jogadores como Neymar e Paulo Henrique Ganso, à conquista da Copa do Brasil.

“É a realização de um sonho pessoal, que só foi possível porque tive o reconhecimento do trabalho desenvolvido no São Paulo. Por isso tenho de agradecer por ter feito parte desse importante período de reconstrução, liderado com competência pela presidência e pela diretoria',  disse Dorival, de 61 anos, em comunicado divulgado pelo São Paulo.

Dorival Júnior assumirá a seleção brasileira em sexto lugar nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2026, com sede nos Estados Unidos, Canadá e México. Nas últimas seis partidas, sob comando de Diniz, a seleção colecionou três derrotas, um empate e duas vitórias.

Nascido em Araraquara (SP), Dorival passou a ser o preferido do presidente da CBF Ednaldo Rodrigues para dirigir a seleção, após o técnico italiano Carlos Ancelotti renovar seu contrato com o Real Madrid (Espanha). Desde março de 2023, Ednaldo Rodrigues alardeava que Ancelotti seria o substituto de Tite no comando da seleção, mas o sonho ruiu em 29 de dezembro, quando o italiano renovou o vínculo com o Real.



Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.
Para mais informações, consulte nossa política de cookies.