• Sábado, 20 de Julho de 2024

Iagro prorroga prazo para entrega de declaração semestral de rebanhos em MS

Ao término do prazo estabelecido pela normativa da Iagro, as propriedades rurais inadimplentes estarão automaticamente interditadas e sujeitas a multas

528

Rebanho bovino a ser cadastrado em MS é de aproximadamente 18,6 milhões de cabeças. (Foto: Divulgação)

A Iagro-MS atendeu reivindicação de entidades ruralistas e prorrogou por 30 dias o prazo para a entrega da Declaração de Rebanhos e Atualização Cadastral, etapa de maio, que venceria no dia 31 de maio, sexta-feira. Pela portaria da agência sanitária, o novo prazo entra em vigor no dia 1º de junho e estende-se até o dia 30 de junho para o produtor, tanto do Planalto como do Pantanal.Segundo ofício enviado à Iagro, pela Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul) e pela Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS), a prorrogação se faz necessária diante do calendário sanitário já enfrentado pelos pecuaristas em maio para vacinação de parte do rebanho contra a brucelose.

A vacinação contra a brucelose atinge fêmeas (bovinos e bubalinos) de 3 a 8 meses de idade e Mato Grosso do Sul enfrenta indisponibilidade do imunizante contra a doença. O Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) posicionou-se favorável à prorrogação.

Ao término do prazo estabelecido pela normativa da Iagro, as propriedades rurais inadimplentes estarão automaticamente interditadas e sujeitas a multas. A declaração é semestral (maio e novembro).

Declaração inclui tudo

A Atualização Cadastral e Declaração de Rebanhos, além de bovinos, inclui galinhas, galinhas-d'angola, gansos, marrecos, patos, perus, ratitas, perdizes, aves ornamentais/silvestres, codornas, suínos, caprinos, ovinos, equinos, asininos, muar, abelhas, bichos da seda e animais aquáticos. Só o rebanho bovino sul-mato-grossense é estimado em cerca de 18,6 milhões de cabeças.

O procedimento deverá ser feita eletronicamente por meio do e-Saniagro (Sistema de Atenção Animal da Iagro), disponível no endereço eletrônico http://www.gap.ms.gov.br. A declaração semestral de rebanhos, por sua vez, deverá conter o número total de animais existentes na propriedade por espécie e categoria.

A medida visa adequar o cadastro agropecuário estadual à portaria do Mapa que suspendeu a vacinação contra a febre aftosa no Estado e em outras unidades da Federação. 



Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.
Para mais informações, consulte nossa política de cookies.