• Quarta, 19 de Junho de 2024

Gerson enaltece ação dos Estados e de voluntários no socorro às vítimas da tragédia climática gaúcha

375

A ação coordenada das três instâncias do poder público, combinada com o trabalho de voluntário de brasileiros de todas as regiões do País no socorro às vítimas da tragédia climática do Rio Grande do Sul , tem sido fundamental para salvar vidas , minorar o sofrimento de quem perdeu tudo e está desabrigado .

” Em momentos como este , de comoção nacional, fica evidenciado que o brasileiro é solidário, abraça causas humanitárias, revelando o verdadeiro espírito da brasilidade. Essas enchentes demonstraram mais uma vez a importância do poder público agir de forma articulada. Os estados juntaram suas forças de segurança , estruturas de defesa civil para reforçar o trabalho do aparato público gaúcho”, destacou o presidente da ALEMS ao manifestar apoio a moção de congratulações às equipes de bombeiros e da Defesa Civil que estão trabalhando no socorro e resgate das vítimas .

Na opinião de Gerson Claro não faz sentido em meio a essa situação de calamidade, incentivar narrativas polarizadas que estão contaminando o ambiente político. ” O momento é de juntar forças . O trabalho voluntário é importante , complementa da presença do poder público no socorro aos desabrigados”, destacou .

Até o início da semana, as equipes de Mato Grosso do Sul haviam resgatado 312 pessoas , 271 animais e ainda realizaram 62 ações humanitárias.

No sábado passado , saíram mais oito militares rumo a São Leopoldo (RS) e na segunda-feira (13) seguiram viagem mais três bombeiros acompanhados da cadela Laika, para ajudar nas buscas.

No grupo tem especialistas em salvamento terrestre, aquático e de altura, além de mergulhadores. Eles se juntaram à primeira equipe que seguiu para cidade gaúcha no começo do mês.

Já a cadela de busca Laika, que é da raça pastor holandês, foi para o estado gaúcho nesta segunda-feira com mais três bombeiros militares. Eles vão para cidade de Encantado. O objetivo é atuar em locais que tiveram deslizamentos, nas buscas por pessoas desaparecidas.

O cão farejador é altamente preparado para estas situações, tanto que já recebeu a Certificação Nacional de Cães de Busca e Resgate. Ela é aprovada para buscas urbanas, inclusive tendo autorização para atuar em ocorrências em todo Brasil. Seus treinamentos são constantes para estar apto a atuar em situações como que enfrenta o Rio Grande do Sul.

Apoio e solidariedade

Além das equipes do Corpo de Bombeiros, Mato Grosso do Sul também tem outras frentes de ajuda ao povo gaúcho. Foi enviado no dia 4 de maio um helicóptero esquilo, prefixo PT-FRN da Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul). Ele conta com cinco militares especialistas em busca e salvamento, que já realizou uma série de resgate de pessoas, entre elas crianças, idosos e até gestantes.

O Governo do Estado iniciou nesta segunda-feira (13) o embarque de 15 mil cobertores doados para o estado gaúcho. O envio é feito por via aérea e todo o trabalho de transporte é organizado pelo Corpo de Bombeiros e Defesa Civil Estadual.



Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.
Para mais informações, consulte nossa política de cookies.